segunda-feira, 22 de maio de 2017

Cármen Lúcia condiciona julgamento sobre inquérito de Temer à finalização da perícia em áudio!

sexta-feira, 19 de maio de 2017

Senador faz pedido de impeachment de MichelTemer.

 O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) protocolou, na manhã desta quinta-feira, 18, mais um pedido de impeachment contra o presidente Michel Temer. O pedido é o segundo feito por um parlamentar da Rede Sustentabilidade. Na noite de ontem, o deputado Alessandro Molon (RJ) também protocolou representação contra o presidente.

De acordo com Randolfe, o pedido de impeachment é um cumprimento de sua atribuição política, mas ele acredita que a melhor solução é que Michel Temer renuncie ao cargo.
"O pedido de impeachment é um processo traumático. O julgamento da chapa pelo TSE é mais rápido, mas também é traumático. O que resta de bom senso ao presidente Michel Temer imporia que ele renunciasse à presidência da República", afirmou.
O pedido de impeachment foi assinado por Randolfe, pelo porta-voz da Rede, Zé Gustavo, e pelo advogado do partido, Danilo Morais dos Santos. A representação tem por base o áudio entre donos da JBS e o presidente, que autoriza a compra de silêncio do ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha. fonte: www.odia.com.br foto: divulgação

quinta-feira, 18 de maio de 2017

A casa caiu para Michel Temer!

 O ministro Luiz Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, aceitou o pedido da Procuradoria Geral da República e abriu investigação contra Michel Temer por obstrução à Justiça. A primeira informação foi dada pelo site Buzzfeed Brasil.
O inquérito foi aberto após a delação bombástica do empresário Joesley Batista, da JBS, que afirmou a Fachin ter gravado uma conversa em que Temer apoia a compra do silêncio de Eduardo Cunha na prisão. "Tem que manter isso, viu?", disse Temer, segundo Joesley.
A obstrução à Justiça não foi o único crime cometido por Temer, que também passou informação privilegiada a Joesley, sobre o corte da taxa básica de juros (Selic) que ainda seria feito pelo Copom, do Banco Central.
O nome de Temer já estava envolvido na Lava Jato, como quem recebeu US$ 40 milhões em propina da Odebrecht para financiar campanhas do PMDB, mas ele não era investigado no STF. Na avaliação de Janot, Temer não poderia ser alvo de investigação por atos cometidos anteriormente ao mandato.
"No caso em questão, apesar de suspeito de obstrução à Justiça, a PGR não pode pedir a prisão de Temer. Como presidente ele só pode ser recolhido ao cárcere após ser condenando", lembra o BuzzFeed. "No entanto, caso ele seja denunciado e o STF aceite a denúncia, transformando-o em réu, ele fica suspenso do mandato presidencial", diz o site. fonte: www.brasil247.com fotos: divulgação

Fachin nega que prisão de Aécio Neves! Será julgada pelo Plenário do STF

O ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), negou nesta quinta-feira (18) que tenha enviado um pedido de prisão do senador Aécio Neves (PSDB-MG) para julgamento ao Plenário da Suprema Corte.
O senador tucano foi afastado do mandato por Fachin após a divulgação da delação do empresário Joesley Batista, dono da JBS, na qual Aécio aparece, em uma gravação, pedindo R$ 2 milhões para pagar seus advogados de defesa na Lava Jato.
Segundo o colunista Lauro Jardim, que divulgou também nesta quarta-feira (17) parte do teor das delações contra o presidente Michel Temer, o diálogo entre Aécio e Joesley tem cerca de 30 minutos e o encontro aconteceu no dia 24 de março no Hotel Unique, em São Paulo.
Fachin negou que tenha enviado pedido de prisão de Aécio ao Plenário do STF
“Quando Aécio citou o nome de Alberto Toron, como o criminalista que o defenderia, não pegou o dono da JBS de surpresa. A menção ao advogado já havia sido feita pela irmã e braço-direito do senador, Andréa Neves. Foi ela a responsável pela primeira abordagem ao empresário, por telefone e via WhatsApp (as trocas de mensagens estão com os procuradores). As investigações, contudo, mostrariam para a PGR que esse não era o verdadeiro objetivo de Aécio”, escreveu Lauro Jardim.
O pedido de ajuda foi aceito, e o empresário quis saber quem pegaria as malas. A matéria divulga o diálogo a seguir:
"Se for você a pegar em mãos, vou eu mesmo entregar. Mas, se você mandar alguém de sua confiança, mando alguém da minha confiança", propôs Joesley.
"Tem que ser um que a gente mata ele antes de fazer delação. Vai ser o Fred com um cara seu. Vamos combinar o Fred com um cara seu porque ele sai de lá e vai no cara. E você vai me dar uma ajuda do caralho", respondeu Aécio. fonte: www.jb.com.br fotos: divulgação
Bem sabemos que a justiça está fazendo de tudo para que a verdade seja trazida a tona, acredito nesse esforço para que o Brasil seja passado a limpo...será mesmo justiça? com tantas provas robustas, o que falta para que sejam presos esses senhores? há, faltam provas contra o Lula? 

sexta-feira, 12 de maio de 2017

Carta aberta a Miriam Leitão!

Prezada senhora Miriam Leitão.
Em texto publicado nesta quinta-feira (11 de maio), a senhora, autora do prefácio do livro do procurador Delatan Dallagnol, finge familiaridade com o processo sobre o 'tríplex do Guarujá' que corre na Justiça Federal do Paraná, afim de emitir pretensas avaliações jurídicas para seus leitores. Ao fazê-lo, porém, comete erros factuais básicos, que inviabilizam as suas conclusões, sobre as quais não vamos comentar. Dona Marisa desistiu do imóvel do qual tinha comprado cota em 2009, não em 2011, e ele foi vendido para terceiros pela OAS Empreendimentos. A família tinha direito de manter como cota o investimento feito, e o declarou no imposto de renda. A conversa entre Renato Duque e o ex-presidente não aconteceu quando Lula estava no cargo, mas em 2014, quando Lula já tinha deixado o cargo há 3 anos, e Duque já não estava na Petrobras há 2 anos. Ou seja, tudo que a senhora escreveu sobre isso é inteiramente sem base factual, uma fantasia. Seria importante que a senhora reconhecesse seus equívocos e transmitisse a informação correta para seus leitores, telespectadores e ouvintes das organizações Globo, para que eles tenham contato com os fatos como eles são. Seria importante também que acompanhasse com rigor aquilo sobre o que opina. Sem sequer acertar os fatos, não há opinião embasada ou cobertura jornalística, mas propaganda política que a senhora faz dos processos sobre o ex-presidente na condição não de jornalista, mas de torcedora e propagandista da acusação.
Assessoria de Imprensa do ex-presidente Lula
 fonte: facebook do Presidente Luiz Inácio Lula da Silva
fotos: divulgação

quarta-feira, 10 de maio de 2017

Fórum Regional de Igualdade Racial

São Pedro da Aldeia, no último sábado dia 06 de maio, sediou a II reunião do Fórum Regional de Igualdade Racial. O Fórum nasceu de uma necessidade que nós dos movimentos sociais negros e os órgãos públicos de igualdade racial entendemos de unidade na luta contra o racismo e em favor da promoção da igualdade racial. 
Essa ideia já vinha sendo amadurecida a um tempo, e nó dia 08 de abril em Arraial do Cabo tivemos nossa primeira reunião.
Aqui em São Pedro tratamos de assuntos como: Conjuntura nacional, Estadual e regional, fórum e sua importância para a região, os movimentos negros e a relação com as eleições 2018, informes das instituições representadas e sua participação na possível conferência de igualdade racial, informe geral.
foi uma excelente oportunidade para firmarmos uma parceria com a Escola  Municipal Quilombola Dona Rosa Geralda da Silveira, decidimos que o Fórum preparará um curso para capacitação dos funcionários em geral da escola.
Fórum decidiu que será um coletivo onde todos que participarem terão direito a voz e voto, faremos um Banner com uma logo para ser a marca do Fórum Regional de Igualdade Racial, uma carta de princípios e compromissos para novas adesões ao fórum, criamos também duas comissões. a de mídia e a pedagógica, definimos que o item de pauta eleições 2018, fará parte da pauta de todas as reuniões do Fórum Regional de Igualdade Racial e por fim, fica definido que após o Fórum percorrer todas as cidades da região, será realizado um seminário para encerrar as atividades do ano de 2017.
Nossa luta contra o Racismo, é árdua. Todos os dias a luta de CLASSE E RAÇA, assola nosso povo negro e afrodescendente de uma forma mais dura que os outros. Por isso, nos cabe trabalhar pela unidade, porém, com coerência, pois nossa luta começa antes mesmo de nosso herói Zumbi dos Palmares.  Próxima reunião do Fórum Regional de Igualdade Racial, será no município de Cabo Frio, RJ.      






segunda-feira, 8 de maio de 2017

Militância do Judiciário! e o ódio contra o povo!

Quando o judiciário faz intervenções partidárias em suas ações, é sinal de que nós população, devemos nos atentar e também participar desse processo. Nossa intervenção no senário político é extremamente importante para que não percamos nosso país ou não partamos para uma guerra civil.

A juíza Diele Zydek, vetou as manifestações em Curitiba no dia 10. Cerca de 30 mil pessoas deverão manisfestar seu apoio ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A juíza em questão é militante contra o PT, e nas redes sociais tem postagens "interessantes" contra o PT; no dia 4 de março de 2016, data da condução coercitiva do ex-presidente Lula, ela afirmou que "a casa caiu para Lula"; dias depois, ela também se manifestou contra a nomeação de Lula para a Casa Civil, um ato legal da presidente deposta Dilma Rousseff, que foi derrubado por uma liminar do ministro Gilmar Mendes; “O direito de manifestação não se confunde com a possibilidade de ocupação de bens públicos ou particulares”, escreveu a magistrada em sua decisão, assinada na última sexta-feira. 

O que preocupa ou intriga, não é a preferência, ou tendência política dela ou de qualquer magistrado, o que deve nos preocupar, é até que ponto um juiz ou juíza podem e devem expor suas opiniões publicamente (uma vez que nem consulta querem conceder), e mais ainda, fazerem militância político partidário? Fica a pergunta: Você vai continuar calado?  

fontes: g1.com/brasil247.com fotos: divulgação


sexta-feira, 5 de maio de 2017

A luta é sim de Ricos contra Pobres!

Deputado Nilson Leitão (PSDB-MT), presidente da bancada ruralista e um dos lideres mais fervorosos dos "tucanos", quer regulamentar a escravidão para os trabalhadores rurais do Brasil. 
O governo "golpista" de Michel Temer conseguiu a aprovação da Reforma Trabalhista. A luta agora nessa empreitada contra os trabalhadores é a mudança radical está voltada para as leis para os trabalhadores rurais, com 192 itens que substituirão a legislação vigente.
A proposta do tucano quer adotar o mesmo “espírito” do projeto aprovado na Câmara na semana passada que acabou com a CLT: não tratar o trabalhador como um “coitadinho” e restringir o poder da Justiça do Trabalho e do Ministério Público do Trabalho.
O projeto de lei de autoria do parlamentar tucano permite que as empresas não paguem seus funcionários apenas com salário, mas também mediante “remuneração de qualquer espécie“, como oferta de moradia e alimentação, como na época das senzalas.
O texto aumenta ainda a jornada diária de trabalho para até 12 horas, por “motivos de força maior”, permite a substituição do repouso semanal dos funcionários por um período contínuo, com até 18 dias seguidos, e autoriza a venda integral das férias dos empregados.
Infelizmente estamos diariamente em luta de classes, é dessa forma, sorrateira que a elite ataca nossos direitos. Não podemos mais continuarmos calados, independente de correntes políticas, devemos pensar no futuro de nossa nação. O Brasil e os brasileiros, não merecem que páginas tão ruins e duras para a nação sejam retomadas. fonte: http://cartacampinas.com.br  fotos: divulgação

sexta-feira, 28 de abril de 2017

Chegou com força total o dia histórico de 28 de abril de 2017.

"Não tem como a mídia deixar de noticiar o sucesso da GREVE GERAL, ela paralisou várias capitais e cidades Brasil a fora". 
A julgar por todas as informações disponíveis nos meios de comunicação e inclusive no Planalto, no final do dia  será possível ter uma dimensão exata dos efeitos da greve geral na evolução política do país.
Nesse momento conturbado em que vivemos em nossa política nacional, a participação da população é extremamente importante para decidir os rumos da política em nosso país. Melhor e mais eficiente que as operações manipuladas,e políticas do judiciário, é a participação popular em atos como esse de hoje. Parabéns ao povo brasileiro, acordar é preciso, e essa é a melhor demostração de mobilização (sem a manipulação da elite). 
Enfrentar esse retrocesso político em que estamos experimentando, iniciado pela encenação parlamentar, que retirou a Presidenta Dilma Rousseff do poder e abriu as portas para o mais violento ataque aos seus  direitos desde a unificação da Previdência Social e  da CLT, há mais de 70 anos.
Nas ruas, somos mais fortes. Você pode ter aliados políticos para tentar nos aniquilar Temer, porém, nós temos a força do voto, você e seus aliados sofrerão um duro golpe, mas esse, golpe limpo e democrático nas urnas em 2018.
fotos: publicidades 


O Analfabeto Político

“O pior analfabeto é o analfabeto político. Ele não ouve, não fala, nem participa dos acontecimentos políticos. Ele não sabe o custo de vida, o preço do feijão, do peixe, da farinha, do aluguel, do sapato e do remédio dependem das decisões políticas.
O analfabeto político é tão burro que se orgulha e estufa o peito dizendo que odeia a política. Não sabe o imbecil que da sua ignorância política, nasce a prostituta, o menor abandonado, e o pior de todos os bandidos, que é o político vigarista, pilantra, corrupto e lacaio das empresas nacionais e multinacionais”.

O texto de Bertolt Brecht, foi escrito há mais de 50 anos. É impressionante como mesmo nos dias atuais, ele é tão real. Prova nos que a luta política, ou os desvios da atualidade não são novidades e sim uma prática que devemos combater diuturnamente.
Com certeza naquela época já havia esta distorção da realidade, levando o autor à usar termos fortes em seu desabafo! 

fotos: divulgação

terça-feira, 11 de abril de 2017

Próximo passo pode será o retorno dos "navios negreiros"?

O relatório da reforma trabalhista, do deputado Rogério Marinho (PSDB-RN), que deve ser apresentado amanhã, mexerá em 100 pontos da CLT (Consolidação das Leis do Trabalho).
O projeto dá força de lei aos acordos coletivos negociados entre empresas e trabalhadores em vários pontos. Entre eles, permite que sindicatos e empresas negociem jornadas de até 12 horas diárias, desde que respeitando o limite de 48 horas semanais (contabilizando horas extras). O projeto propõe ainda que patrões e empregados negociem o trabalho remoto (fora do ambiente da empresa), remuneração por produtividade e registro de ponto.
Marinho promete incluir pelo menos duas salvaguardas aos cerca de 13 milhões de trabalhadores terceirizados.
As informações são de reportagem de Murilo Rodrigues Alves e Igor Gadelha no Estado de S.Paulo.
"O relator afirmou também que vai manter no relatório a regulamentação do trabalho intermitente -que permite jornadas inferiores a 44 horas semanais e o fim da obrigatoriedade do pagamento do imposto sindical.
Uma das mudanças é permitir que grávidas e lactantes possam trabalhar em locais insalubres, desde que apresentem um atestado médico. Hoje, isso é proibido pela legislação trabalhista.
Para a oposição, as mudanças que serão propostas por Marinho poderão prejudicar o trabalhador. “Mexer em 100 pontos da CLT . Isso é inaceitável em uma conjuntura como essa, em um momento de forte desemprego, quando o trabalhador está em fragilidade maior”, criticou o deputado Luiz Sergio (PT-RJ)."
fonte: brasil247.com

Cármen Lúcia condiciona julgamento sobre inquérito de Temer à finalização da perícia em áudio!

A presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Cármen Lúcia, decidiu que a votação sobre o pedido de suspensão do inquérito contra o ...