Postagens

Próximo passo pode será o retorno dos "navios negreiros"?

Imagem
O relatório da reforma trabalhista, do deputado Rogério Marinho (PSDB-RN), que deve ser apresentado amanhã, mexerá em 100 pontos da CLT (Consolidação das Leis do Trabalho). O projeto dá força de lei aos acordos coletivos negociados entre empresas e trabalhadores em vários pontos. Entre eles, permite que sindicatos e empresas negociem jornadas de até 12 horas diárias, desde que respeitando o limite de 48 horas semanais (contabilizando horas extras). O projeto propõe ainda que patrões e empregados negociem o trabalho remoto (fora do ambiente da empresa), remuneração por produtividade e registro de ponto. Marinho promete incluir pelo menos duas salvaguardas aos cerca de 13 milhões de trabalhadores terceirizados. As informações são de reportagem de Murilo Rodrigues Alves e Igor Gadelha no Estado de S.Paulo. "O relator afirmou também que vai manter no relatório a regulamentação do trabalho intermitente -que permite jornadas inferiores a 44 horas semanais e o fim da obrigatoriedade do …

Povo destruído é consequência dos privilegiados de uma elite hipócrita!

Imagem
PUBLICIDADE Enquanto corruptores pagam multas milhardárias e continuam operando, os corruptos do momento pegam penas como se fossem os únicos responsáveis. Estes sequestram alguns anéis, mas, como os corruptores, continuam privilegiados com seus patrimônios.  Se considerarmos nesta Lava Jato todos os corruptos e corruptores presos, não se conhece nenhum que esteja vivendo como os que passaram para as estatísticas do desemprego, na miséria, por responsabilidade justamente destes corruptos e corruptores.  Até quando ladrão será perdoado só por delatar ladrão? Que devolve só a quantia dada publicamente como objeto de roubo, mas permanece com patrimônios magníficos enquanto o povo roubado passa à miséria absoluta.  O povo destruído é a consequência das atividades dos privilegiados de uma elite hipócrita. fonte: jb.com.br foto divulgação

Movimento Negro Unificado

Imagem
O MNU tem história Série: Esta em nossos Jornais
Como é corrente falar atualmente no Movimento Negro: "Estamos por nossa própria conta"


E cabe a nós, conhecermos nossa militância, resgatar e valorizar nossa história, revitalizando nossa luta e comprometimento com tudo o que já foi trilhado.
Nossa história, contada por nós mesmos, curtida e compartilhada para que a visibilidade das redes sociais possibilite ao maior número possível de negras e negros no Brasil, conhecê-la e entender que nossos passos vêm de longe, mas a luta sempre está começando.
Reproduzimos a seguir uma parte da entrevista do então Deputado Marcelo Dias ao Jornal do Movimento Negro Unificado ( Jan/Fev/Março de 1991, pag 8 e 9)
"J MNU - Marcelo,  fala um pouco sobre sua trajetória no movimento negro ? M Dias - Minha militância no MN se dá a partir de 1977, quando nós tomamos conhecimento, um grupo de jovens negros da Leopoldina,  região em que moro, tomamos conhecimento do massacre de Soweto, África do Sul, e…

Eleições 2016!

Olá meus amigos!! Estou aqui para informar que ficarei sem atualizar, ou seja, postar por mais ou menos dois meses. É que como pré-candidato a vereador no município de São Pedro da Aldeia, não poderei continuar postando, pois tenho que respeitar a legislação eleitoral. Logo após o pleito retornarei. Até lá e um abração do Professor Serjão.

E o Impeachment da Dilma, como vai ficar?

Imagem
E agora, como vai ficar a situação daqueles que apregoavam o crime da presidente Dilma Rousseff?  Foi divulgada no início da noite desta quarta-feira 20 a sentença final do Tribunal Internacional pela Democracia no Brasil sobre a legalidade do processo de impeachment que afastou a presidente eleita Dilma Rousseff. O evento reuniu juristas de vários países por dois dias no Teatro Oi Casa Grande, no Rio de Janeiro. A decisão do corpo de jurados – formado por profissionais vindos do México, da França, da Itália, da Espanha, da Costa Rica e dos EUA, aprovada por unanimidade, diz que "o processo de impeachment, nos termos da decisão de sua admissibilidade pela Câmara dos Deputados e do parecer do Senado Federal, viola todos os princípios do processo democrático e da ordem constitucional brasileira". A conclusão aponta ainda que o processo de impeachment nos termos ocorridos no Brasil violou também a "Convenção Americana de Direitos Humanos e o Pacto Internacional de Direitos C…

PSOL Contra o Golpe!

Imagem
Opositor à esquerda ao governo federal, o deputado Chico Alencar (PSOL-RJ) declarou que vai votar contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff. Para ele, não há motivos que justifiquem a saída da chefe do Executivo federal. "O impeachment é um mecanismo muito sério para ser resolvido por conta de pedalada ou pelo pouco jogo de cintura da presidente", declarou o parlamentar.
Chico, no entanto, faz críticas à condução política e econômica do governo petista. O deputado salienta que não há diferenças entre o projeto implementado pelo PT e o que pode vir a ser conduzido em uma administração peemedebista. "Não há projetos antagônicos em disputa. Não há um programa de reformas profundas para transformar a estrutura política e econômica do país", declarou. Mesmo com as críticas, Chico destaca que se posicionar contra a saída de Dilma é defender o jogo democrático: "Pelo aprofundamento da democracia, a bancada do PSOL vai votar contra o impeachment".  O deput…

Evangélicos lançam manifesto em defesa da democracia e contra o golpe!

Imagem
Segundo os organizadores, a iniciativa busca romper com a visão de que os protestantes estão quase sempre associados ao retrocesso e à intolerância. O documento, que aponta críticas sobre procedimentos adotados na Operação Lava Jato, deverá ser protocolado até quarta-feira (23) no Congresso Nacional e encaminhado também para o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) Da Revista Fórum  O grupo Missão na Íntegra, que reúne pastores e líderes em 25 estados brasileiros, lançou um manifesto de evangélicos em defesa do Estado Democrático e de Direito. O documento, que aponta críticas sobre procedimentos adotados na Operação Lava Jato, deverá ser protocolado até quarta-feira (23) no Congresso Nacional e encaminhado também para o Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Está previsto ainda um ato para a próxima segunda (28), em que evangélicos convidarão juristas e intelectuais para uma conversa sobre a legalidade da operação. Segundo os organizadores, a iniciativa busca romper com a visão de que os pro…